SONHOS

O Poder dos Sonhos

Não seja empurrado pelos seus problemas. Seja impulsionado pelos seus sonhos!



sábado, 23 de maio de 2015

olho mar - Nair Damasceno













Olho o mar

Que eu preciso singrar;
Olho para trás,
Olho para mim:
O horizonte
É uma miragem,
O tempo
Não tem principio
Não tem fim.
O passado 
é um caisQue se distancia
Cada vez mais,
O futuro
É o porto seguinte.
Vou vencendo horizontes
Ao revés do vento,
Não sei se chegarei
Ou naufragarei
Em meio às tempestades
Nas águas do tempo.

Nair Damasceno,

2 comentários:

  1. Estou orgulhosa de encontrar uma poesia minha nesse blog, obrigada de coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. seja sempre bem vinda!!!!!!!! lindo seu poema!

      Excluir